Guia Galatico: Tayac

Um sistema simples com um passado complicado, Tayac já mostrou o melhor e o pior da Humanidade através dos quatro séculos em que nós o ocupamos. Descoberto durante o...

CEO/Presidente Lider (handle)

Handle Link

Email de contato e alistamento

  • Tipo de Profissao

  • Tipo de Compromisso

  • Tipo de Roleplay

Um sistema simples com um passado complicado, Tayac já mostrou o melhor e o pior da Humanidade através dos quatro séculos em que nós o ocupamos. Descoberto durante o Programa de Expansão a Leste no início do século 26, o sistema estelar de Sequência Principal de Classe G foi primeiramente visitado em 2524 por um piloto da UPE que depois explorou a Terra através do ponto de salto a Magnus. Englobando três planetas e um cinturão de asteroides, o sistema, conhecido então como 368A, foi classificado pelos topógrafos para desenvolvimento comercial, com o planeta mais interno anotado como um possível candidato para terraformação.
Devido ao bando de outros sistemas descobertos durante a década da expansão, o atraso dos planetas aguardando por terraformação cresceu conforme o financiamento e os recursos necessários eram consumidos assim que alocados. Foi só em 2539 que os passos iniciais para terraformação do 368A.01M (Tayac I) foram finalmente dados, e a construção de uma plataforma orbital começou. Contudo, antes do processo estar completo, a primeira guerra oficial interespécies da Humanidade começou em 2541. Conforme a batalha contra Tevarin avançava rapidamente, todos os projetos não-essenciais foram cancelados para focar em expandir os esforços de guerra e fortalecer a frota Naval; e a terraformação de Tayac foi um dos projetos incluídos nos cortes.
O sistema permaneceu relativamente intocado até a conclusão da guerra e surgimento de Ivar Messer no papel de Imperador. Com a expansão de Messer para controlar o Império, Tayac foi transformado em um sistema milita, declarado fora dos limites para tráfego civil, e todos os pontos de salto conhecidos no sistema pra fechados por bloqueios Navais. Completamente removido dos olhos públicos, a verdade do que aconteceu lá durante o regime Messer não era totalmente conhecida até que o regime caiu séculos mais tarde.

Tayac I
Após experimentar o alto custo da guerra de Tevarin, com particularmente suas próprias experiência na linha de frente, Ivar Messer estava ansioso por desenvolver armas que pudessem permitir ao Império encerrar conflitos futuros de forma mais rápida e com o mínimo de perdas do pessoal militar. Sob seu governo, dúzias de iniciativas classificadas altamente como de lista negra, propostas e projetos de pesquisa dedicado à destruição em massa foram silenciosamente estabelecidos e generosamente financiados. Um desses projetos, chamado de Vespa, foi uma ideia do Dr. Thessaly Tayac, que acreditava que a tecnologia de terraformação poderia ser adaptada para o armamento. A terraformação semi-terminada do 368A.01M foi selecionada como o ambiente de teste perfeito e em 2546, o pequeno planeta rochoso foi atribuído ao Dr. Tayac para experiências. Pelas próximas décadas, o planeta foi sistematicamente terraformado e então desterraformado, eventualmente transformando um planeta com grande potencial em uma pedra isolada com atmosfera zero. Apesar do Dr. Tayac ter sido capaz de reverter com sucesso o processo de terraformação, sua equipe nunca foi capaz de armar a tecnologia.
O problema tinha dois pontos principais: tamanho e tempo. A plataforma orbital necessária para desestabilizar a biosfera do planeta era de tamanho considerável. É impossível imaginar um cenário em que a Marinha seria capaz de manobrar com segurança tal plataforma em um mundo hostil sob condições como as de batalha. E se eles algum dia conseguissem mover a plataforma até uma posição adequada, o processo de desestabilização não seria rápido. Na época que o Dr. Tayac faleceu, progressos consideráveis foram feitos, mas ainda não suficientes para tornar o projeto viável na prática. Após a morte do doutor, as rédeas do Projeto Vespa foram passadas a diante e o trabalho continuou no sistema que era comumente referenciado entre o pessoal da Marinha como Tayac. Apesar de gerações após gerações de Messer ansiosos por verem o Vespa em ação, os obstáculos eram muito insuperáveis. Em 2750, Tayac I tinha se tornado cada vez mais instável devido às experiências e não poderia mais ser terraformado, enquanto o interesse no projeto tinha diminuído assim como o financiamento. Vespa foi oficialmente encerrado e o Sistema Tayac foi fechado.
Não foi muito depois que os ventos políticos do Império mudaram e tiraram os Messers do poder. Na turbulência que se seguiu, os experimentos do Dr. Tayac se tornaram de conhecimento público. Isso não foi apenas uma revelação chocante do que os Messers realmente eram capazes, mas também colocou uma pressão significativa no acordo ainda frágil de paz que tinham acabado de ser negociados com Xi’An. Em sinal de confiança e como garantia de que o Império antigo era coisa do passado, o Imperador Toi compartilhou todas as pesquisas do Projeto Vespa com o governo Xi’An, jurando que essa tecnologia nunca mais seria buscada.

A Arca
Conforme o novo governo continuava a se distanciar do regime anterior, o Imperador Marshall Leon propôs que, após séculos de desconfiança e guerra, um farol de paz era necessário para unir as espécies do universo. Sua ideia cresceu e deu origem ao que se tornou conhecido como a Arca, um repositório de conhecimento universal e um lugar seguro para discussões diplomáticas entre espécies. Muitos lugares foram propostos como casa para a Arca, mas no final, Tayac I foi escolhido para simbolizar como grandes obras podem lançar esperança e luz em sombras do passado.
A construção inicial foi terminada em 2800, e desde seus primórdios a Arca continha uma das maiores bibliotecas públicas e coleções de arquivos conhecidos no universo. Sem habitantes nos planetas do sistema, a Arca se tornou a principal atividade em Tayac, com caçadores de informações – juntamente com serviços para eles – reunidos em torno da biblioteca.
Ainda que a Arca nuca tivesse viajado, rumores afirmam que conforme o bicentenário da sua inauguração se aproxima, a Arca pode pela primeira vez começar sua jornada pelas estrelas originalmente propostas pelo Imperador Leon tantos anos atrás. Aqueles que desejarem visitar a Arca devem fazê-lo o quanto antes, para aproveitar a conveniência de estar em uma localização semipermanente.

Tayac II
Um massivo gigante de gás, Tayac II é conhecido pelos seus anéis planetários imponentes, que são alguns dos mais densos da UEE. As linhas escuras fazem um contraste visualmente agradável contra a atmosfera em tons brilhantes do planeta que eles circulam.
Cinturão Tayac Alpha
Um cinturão esparso com recursos mínimos, a coisa que mais vale nota sobre o cinturão de asteroides de Tayac é que ele residência para uma instalação de arte orbital, que foi concebida em celebração ao centenário da Arca. Completado em 2900, a peça, conhecida como Música Silenciosa, foi obra dos esforços conjuntos do artista Humano Yosef Colt, o artista Xi’An Aor, e um equipe de fabricação Banu, que conviveram e trabalharem juntos por uma década inteira. Alguns dizem que a convivência foi uma realização mais impressionante do que a instalação em si.

Tayac III (Pastor)
Orbitando extremamente próximo ao cinturão de asteroides, esse planeta anão ganhou esse nome por parecer manter vigilância sobre os asteroides. Especula-se que o planeta era originalmente parte do cinturão antes de separar-se do rebanho.

AVISO DE VIAGEM
Um lembrete de que a Arca e seus arredores imediatos são considerados um espaço neutro conforme acordado pelo Tratado da Arca, e que a UEE não tem jurisdição lá.
Escutado no Vento
“Nós reduzimos um total de 6 horas do processo. Uma realização impressionante apesar do quanto mais temos que nos aprofundar antes que nosso esforço se mostre útil. Uma empreitada muito necessária, devo dizer, uma vez que todo nosso esforço aqui não é nada se comparado com seu potencial de salvar as vidas dos nossos homens.”
– Dr. Tayac, Relatório de Progresso do Projeto Vespa, 06.03.2572
“Deixe essa Arca permanecer como testamento e registro orgulhoso das vidas que nós e aqueles antes de nós viveram.”
– Imperador Marshall Leon, Dedicatória da Celebração de Gala da Arca, 2800

fonte

Categorias
Guia GalacticoLore
Sem Comentários

Deixe uma Resposta

*

*

RELATED BY